CLARIVIDÊNCIA – PRIMEIRA PARTE

Este assunto que vamos abordar é muito vasto e sempre deu margem para grandes especulações e, porque não dizer, distorções maldosas que em nada esclarecem o fenômeno. Nesta primeira parte vamos explicar o conceito e na segunda iremos falar sobre os tipos de CLARIVIDÊNCIA.

CLARIVIDENCIA 2

CLARIVIDÊNCIA

A palavra CLARIVIDÊNCIA significa “visão clara”, ou habilidade de ver nos mundo invisíveis para a visão física. Esta faculdade é inerente a todo o ser humano, mas será utilizada realmente pelos indivíduos no curso de seu desenvolvimento espiritual, que terá a possibilidade de investigar assuntos como o estado do Espírito humano antes do nascimento, depois da morte, e a vida nos mundos etéricos.

É mister também esclarecer que sendo a CLARIVIDÊNCIA  a capacidade de ver os planos invisíveis aos olhos humanos, ela vem juntamente com a CLARIAUDIÊNCIA, que é a possibilidade de ouvir os sons desses reinos, tão próximos dos homens, mas que os olhos e os ouvidos físicos não conseguem perceber, devido a sua freqüência tão elevada.

Outro fator importantíssimo a ser esclarecido é que jamais o indivíduo  deve forçar a abertura da CLARIVIDÊNCIA e muito menos usar técnicas como rituais, vudus ou uso de drogas para abrir os canais, pois isso pode submeter uma pessoa a danos irreparáveis.

CLARIVIDÊNCIA também tem uma capacidade muito peculiar, a visão CRISTALOVIDÊNCIA, através da qual o indivíduo consegue reter momentos e visões, para mais tarde voltar e ver e estudar o fato, podendo até ser ampliada a imagem retida, até o limite da visão de átomos.

Esta capacidade de ver os mundos invisíveis aos olhos humanos nem sempre é uma bênção, pois quem decide aceitar a abertura do chakra frontal acarreta para si uma complicada missão, ver tudo o que lhe for posto a frente, não só situações boas, como terríveis. O imprescindível para quem tem a manifestação dessa capacidade é a meditação, o estudo, para aprender a controlar a CLARIVIDÊNCIA.

Citando o teosófico C.W. Leadbeater, que era um clarividente completo e conseguia ver o plano etérico, astral, mental, reinos elementais, Mestres, Anjos, passado, futuro, planetas com vida em nossa Galáxia e até as células de uma pessoa, podemos fazer nossas as suas palavras: “quem cobra dinheiro pelo uso da CLARIVIDÊNCIA faz algo de muito errado, é uma prostituição do seu dom e que será castigado karmicamente”.

A faculdade da CLARIVIDÊNCIA embora possuída por alguns indivíduos, necessita de esforço e muita persistência para ser desenvolvida de maneira positiva, e poucas pessoas se submetem à vida requerida para que seja proveitosamente despertada. Esse despertar somente vem através de muito esforço e muita persistência.

Existem, apenas para citar pois falaremos largamente sobre elas no próximo post, dois tipos de CLARIVIDÊNCIA: a positiva, voluntária – quando o indivíduo é capaz de ver e investigar os mundos internos, volitivamente, burilado também após cuidadoso treinamento;  e a negativa, involuntária – quando as visões dos mundos internos são apresentadas ao indivíduo independentemente de sua vontade, sendo perigosa e deixando a pessoa aberta para ser dominada por entidades desencarnadas, que perturbam e sugam nesta encarnações e nas próximas.

Outro dado importante a saber é que no cérebro existem dois pequenos órgãos chamados corpo pituitário glândula pineal. A ciência médica conhece muito pouco sobre eles e chama a glândula pineal de “terceiro olho atrofiado”, embora nem ela nem o corpo pituitário sejam atrofiados, o que soa desconcertante para os cientistas, pois a Natureza nada retém de inútil.

CLARIVIDENCIA 5

Esses dois órgãos todavia pertencem a outra classe de órgãos que não estão evoluindo nem degenerando, mas em estado dormente. No passado longínquo, quando o homem estava em contato com os mundos internos, estes órgãos eram o meio de ingressar nestes mundos, e, novamente servirão para tal em um estágio mais elevado.

glândula pineal e o corpo pituitário estavam ligados ao sistema nervoso simpático ou involuntário e antigamente, durante o Período Lunar, e na última parte da Época Lemúrica e início da Época Atlante, o homem podia ver os mundos internos, em quadros que se apresentavam independentemente da sua vontade. Hoje, o despertar desses órgãos é conseguido pelo treinamento esotérico.

CLARIVIDENCIA 3

Para readquiri o contato com os mundos internos é mister estabelecer a conexão da glândula pineal e do corpo pituitário com o sistema nervoso cérebro-espinhal, e despertar novamente essas glândulas. Quando isto for alcançado, o homem possuirá de novo a faculdade de percepção dos mundos superiores, em escala maior que no passado distante, porque estará em conexão com os sistema nervoso voluntário, sob o controle de sua vontade.

CLARIVIDENCIA 4

Sabemos, também, que todas as crianças são CLARIVIDENTES, pelo menos durante seu primeiro ano de vida, e o tempo que manterá essa faculdade vai depender de sua espiritualidade e também do seu meio-ambiente. A convivência castrante com algumas pessoas mais velhas, inibirá essas crianças a manifestarem-se sobre a CLARIVIDÊNCIA, pois terão medo de serem rotuladas como imaginativas.

Como sempre conto um pouquinho de minhas vivências e, com relação à CLARIVIDÊNCIA posso adiantar que somente como Médium pude alcançar aos outros situações advindas dessa faculdade, pois a minha é involuntária ou negativa.  Mas posso afirmar que essas manifestações em trabalho mediúnico bem orientado, em reuniões responsáveis, somente servirão para aliviar e curar os males físicos e espirituais de quem ali acorre.

CLARIVIDENCIA 1

n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s