ATLÂNTIDA – CONTINENTE DESAPARECIDO

Hoje vamos mergulhar no oceano das lembranças e sonhos para buscarmos a lendária ATLÂNTIDA, um continente que despareceu no mar levando consigo os avanços e descobertas de uma civilização privilegiada. Vocês vêm comigo nessa aventura?

ATLÂNTIDA

atlantida1

Originalmente mencionada pelo filósofo grego Platão (428-347 a.C.), em dois de seus diálogos (Timeu e Critias), descreveu ao mundo relatos de Sólon durante suas viagens pelo Egito. Teria ele encontrado um Sacerdote que vivia em Sais, no delta do Nilo, que relatou as tradições ancestrais perdidas sobre uma guerra entre os Atenienses e o povo de ATLÂNTIDA.  De acordo com o Sacerdote os ATLANTES viveriam em uma Ilha localizada para além dos Pilares de Heracles, onde o Mediterrâneo terminava e o Oceano começava.

atlantida3

Quando os Deuses Helênicos partilhava a terra, a cidade de Atenas pertencia à deusa Atena Hefesto, mas   ATLÂNTIDA torou-se parte do reino de Poseidon, deus dos mares, que teria se apaixonado por uma mortal de nome Clito, gerando com ela cinco pares de gêmeos, cujo mais velho foi batizado de Atlas. 

Poseidon  dividiu a Ilha em dez áreas anelares, dando a supremacia a Atlas, dedicando-lhe a montanha onde ele usava de seu poder sobre toda a Ilha. Em cada um dos distritos reinavam os outros herdeiros de Poseidon Clito.

O palácio central de Poseidon no centro da Ilhacom seus muros de ouro era palco de uma reunião anual de todos os herdeiros do rei dos mares. ATLÂNTIDA seria então uma Ilha próspera e rica e foram construídos canais, passagens e inúmeras pontes, tudo revestido de bronze e os edifícios de pedras brancas.

atlantida5

A verdade é que hoje se acredita na existência da ATLÂNTIDA, uma poderosa civilização dona de avançada cultura que foi irradiada e que mais tarde, depois da catástrofe, serviu de base para um renascimento da antiguidade na Mesopotâmia, no Egito e no Mediterrâneo. Podemos crer que um império assim tão poderoso teve muitas colônias espalhadas pela Europa, América e África, persistindo nelas a cultura dos ATLANTES. Tarfesso na África, Cadiz na Espanha e as ruínas de uma cidade na Tunísia, foram colônias ATLANTES, mas no norte da África foi o maior legado desse povo e parece ter sido o principal refúgio dos sobreviventes da ATLÂNTIDA. Na América os Incas, Maias e Astecas foram os herdeiros deste povo maravilhoso que deixou indeléveis marcas na atualidade.

atlantida7

A palavra grega “ATLANTIS” (ATLÂNTIDA) significa – a ilha de Atlas, assim como a palavra  Atlântico significa – o oceano de Atlas.

Segundo os Egípcios, que denominaram ATLÂNTIDA de KEFTIU-ATLÂNTIDA, o povo era pacífico, o que demonstra a ausência de armas nas ruínas minoantes e na sua arte. Os mapas de ATLÂNTIDA feitos por Platão teriam semelhança com a geografia da antiga Creta.

Também o célebre apocalipse que segundo os Egípcios consumiu KEFTIU-ATLÂNTIDA em apenas um dia e uma noite, é embasado em fatos históricos. As evidências e rastros da catástrofe encaminham-se par a pequena Ilha de Santorini, conhecida como Thera, que possuía um vulcão no seu centro com mais ou menos 1500 metros de altitude. Suas erupções datam de  aproximadamente 1500 a.C., e tiveram seu apogeu final em 1470 a.C. Sua explosão destruiu tudo e a enorme câmara de magma provocou gigantescos tsunamis que se espalharam por todos os lados. Cinzas vulcânicas encheram o céu encobrindo o sol, as ilhas e as plantações.

atlantida6

A atual Ilha de Santorini é a borda do vulcão, estando a cratera coberta pelo mar. Os novos habitantes reconstruíram Creta e outras ilhas do Mar Egeu, antiga ATLÂNTIDA, mas suas ruínas mudas ainda podem ser vistas!

Edgar Cayce (1877-1945), tornou-se o mais conhecido defensor da ATLÂNTIDA, e era conhecido como o “Profeta Adormecido”, tendo a capacidade de ver o futuro e se comunicar com os mortos. Ele identificou centenas de pessoas, incluindo ele mesmo, como ATLANTES reencarnados.

Podemos dizer que pelas similaridades culturais nos dois lados do oceano, o que não poderia ocorrer naturalmente sem a interferência de um agente, a ATLÂNTIDA pode ser considerada o “elo perdido”!

Citando “Caminhos de Luz”, podemos encontrar nos livros do Dr. George Williamson, antropólogo e explorador,  em sua pesquisa sobre  ATLÂNTIDA LEMÚRIA, a descrição de como os descendentes dos Incas o conduziram a um antigo manuscrito num templo nas montanhas andinas, que falava sobre a destruição da ATLÂNTIDA e de UM, e da sua tecnologia avançada, que pereceu nos terremotos e ondas tidais.

atlantida4

Edgar Cayce disse estar ATLÂNTIDA situada próxima à Ilha de Bimini, nas Bermudas, e que os ATLANTES eram possuidores de tecnologia avançada, como os chamados “cristais de fogo”, extremamente poderosos e utilizados para energia. Um desastre pôs esses cristais fora de controle e causou a submersão do continente, com os abalos sísmicos relatados. Os “cristais de fogo” ficaram ativos embora danificados e submersos, sendo, segundo o Antropólogo, responsáveis pelas interferências em navios e aeronaves que passam pelo famoso Triângulo das Bermudas.  

atlantida2

Finalizando, posso dar meu testemunho de que acredito na existência da ATLÂNTIDA, no seu legado ao mudo de hoje, e que certamente através de todas essas evidências tanto físicas como espirituais, podemos concluir que somos descendentes dessa civilização magnífica!

atalantida8

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s