SHAMBBALLA – PRIMEIRA PARTE

Vamos conversar sobre um lugar perfeito, místico, citado sempre em textos sagrados, constante em diversas tradições orientais e no Ocidente muito conhecido em círculos Esotéricos: SHAMBHALA, SHAMBALA, SHAMBALLA ou SAMBALA, mas vamos dividir em duas partes para podermos alcançar um pouco do vasto contesto dessas descrições.

shambala8

SHAMBHALA

No Budismo Tibetano SHAMBHALA é um reino mítico oculto, com seus habitantes iluminados, e também um lugar de paz e felicidade. Também é considerada a capital do Reino de Agartha, constituído por oito cidades etéricas.Segundo a linha Tantra, um dos Reis de SHAMBHALA, Suchandra, recebeu de Buda Kalachakra Tantra, e este ensinamento lá se encontra preservado.

Foi também inspiração para o inglês James Hilton em sua obra “Lost Horizon”, escrita em 1925, passando a ser conhecida como SHANGRI-LA.

Entre os hinduístas SHAMBHALA é mencionada nos Puranas como sendo o lugar onde surgirá o avatar KALKI, que libertará a Terra das forças do mal e restabelecerá a Lei Divina.

shambala10

As especulações sobre sua localização apontam vários locais, mas acredita-se que estaria em algum ponto do deserto de Gobi, ladeado pelo leste da China  norte da Sibéria, sul do Tibete e Índia, e Khotan a oeste. Os ocultistas a visualizam como um lugar interior, comparável à Terra Pura do Budismo, ou um estado de iluminação passível de ser alcançado pelas pessoas. Esse seria o significado oculto de SHAMBHALA.

shambala5

A forma manifesta de SHAMBHALA seria um local físico, embora só podendo ser penetrado por indivíduos que tivessem um bom Karma. A sua aparência poderia mudar segundo a natureza espiritual do observador.

A divulgação no Ocidente ocorreu a partir do século XVII, e os Missionários Católicos João Cabral e Estêvão Cacella, ouviram referências da SHAMBHALA – transcrita como XEMBALA – e imaginaram tratar-se de um nome alternativo de Catai, China. Logo descobriram o equívoco, em 1627.

O primeiro relato geográfico sobre a região apareceu e, 1833, nos escritos do húngaro Alexander Csoma de Köros, que descreveu SHAMBHALA como: um país fabuloso no norte, situado entre 45 graus e 50 graus de latitude norte.”

Helena Petrovna Bklavatsky, século XIX mencionou diversas vezes a SHAMBHALA, dizendo que estava em contato com alguns de seus habitantes, todos pertencentes à Grande Fraternidade Branca.

sahbala4

Pode-se também trazer os ensinamentos da Teosofia, que afirma que a SHAMBHALA é tanto um lugar físico como Espiritual, e era uma Ilha situada na Ásia Central, que era mar, há milhões de anos. Era a chamada Ilha Branca, ou Ilha  Sagrada,  e  teria sido lá que os Senhores da Chama,  os progenitores Espirituais da raça humana, liderados por Sanat Kumara, teriam chegado oriundos de Vênus. Atualmente a Ilha se tornou um oásis, protegido de intrusos por meios espirituais.

shambala2

Conta a lenda que somente os “bons de coração e puros de espírito”   podem viver em SHAMBHALA, e desfrutar da plena felicidade em uma existência sem sofrimento, sem angústias, sem doenças ou envelhecimento. Estão livres de injustiças, as pessoas são belas e possuem faculdades metafísicas, extra-sensoriais. Lá os habitantes são altamente avançados, do espiritual ao tecnológico, do artístico ao científico.

Pode-se falar muito sobre esta “Morada dos Deuses ou Mestres Ascensos”, mas esta SHAMBHALA  que ninguém pode ver ainda que percorra todos os quadrantes do deserto, situa-se além da realidade física percebida pelo homem; pode-se entendê-la como uma ponte, um portal entre o mundo dos homens e um outro mundo além da percepção ordinária. Muitos Lamas do Tibet dedicaram e dedicam suas vidas a obter um desenvolvimento espiritual que possa conduzí-los a uma “viagem até SHAMBHALA.”

shabala9

Sobre esta cidade mística paira também uma maldição que pode ser traduzida no seguinte: todas as tentativas de descobrir o segredo de SHAMBHALA acabaram de forma catastrófica, pois a maioria dos investigadores ocidentais que perseguiram o sonho de encontrá-la morreram tragicamente ou desapareceram sem deixar rastros.

Alguns depoimentos de Esotéricos, no Oriente e Ocidente afirmam que conheceram SHAMBHALA; alguns a conheceram em Corpo Astral, em desdobramento, outros através de visão remota, ou em Espírito.

shambala6

Vamos terminar esta primeira parte deste Post, com uma citação do livro de Helena Blavatsk, “Os “Filhos de DEUS” e a Ilha Sagrada: “SHAMBHALA não existe no mundo físico … Conhecido no Tibet como o “Reino Oculto”, é uma comunidade de seres perfeitos que estão guiando a evolução do ser humano … Os textos religiosos tbietanos descrevem a natureza física com detalhes, com sua estrutura semelhante ao lótus de oito pétalas, ali, oito regiões aparecem cercadas de montanhas. A capital é kalapa. Os palácios são ornamentados com ouro, diamantes, corais e outras gemas preciosas. Cercado de picos recobertos de gelo, o conjunto, montanhas e palácios, são como um joia arquitetônica refletindo uma luz cristalina.”

shambala1sahmbala3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s