SERPENTE URAEUS

Boa noite amigos da TRILOGIA INCA, hoje vamos mergulhar na magia e no encantamento do tempo dos Faraós do Antigo Egito e descobrir os motivos de tanta reverência à figura da SERPENTE.

cobra15cobra8

SERPENTE URAEUS

O ornamento constante tanto nos monumentos como nos adereços usados pelos Faraós, a SERPENTE URAEUS, simboliza uma cobra pronta para o ataque, com o pescoço dilatado, e foi dada aos homens pelo DEUS-SOL.

cobraa4

Os Faraós ao levarem em seu diadema a imagem dessa SERPENTE, o faziam com a certeza de que ela representava o símbolo da invencibilidade de seu poder, já que os Egípcios encaravam a cobra como símbolo de soberania.

farao6

COBRA NAJA de peito estufado que o Faraó trazia representada na fronte, sobre a coroa, simbolizava o Olho de Rá e visava aterrorizar os inimigos, ao mesmo tempo em que protegia o rei, expelindo fogo. Por sua associação com o DEUS-SOL era considerada uma divindade do calor e do fogo, o que aumentava seu papel como deusa protetora, já que podia usar não apenas veneno, mas também labaredas contra os inimigos do Faraó.

farao5

Mas a SERPENTE URAEUS também podia ser protetora das crianças e da hora do parto, bem como protetora da natureza. Nos Textos das Pirâmides, é afirmado que a planta do papiro emerge da SERPENTE URAEUS, que pessoalmente teria criado os pântanos de papiro.

farao3

A ela, SERPENTE URAEUS é dedicado um culto diário para abrandar seu humor. Esse símbolo permanece como marca dos Faraós durante todo o período dinástico e data provavelmente do longo reinado do Faraó Den, da Primeira Dinastia.

farao1

Enquanto URAEUS significa aquela que se ergue, seu nome signific Aquela que é Verde, ou Aquela do Papiro. Na proteção ao Faraó ela se erguia em sua fronte pronta para injetar veneno em seus inimigos e formava par com a Deusa Abutre Nekhbet, divindade do Alto Egito, que aparece no diadema encontrado no túmulo de Tutankhamo (c. 1333 a 1323 a.C.).

farao4

A partir da XVIII Dinastia (c. 1550 a 1307 a.C.), a divindade Wadjit, como ficou conhecida a SERPENTE URAEUS, começou a ser representada como protetora das mulheres reais e muitas rainhas importantes passaram a usar coroas com várias pequenas URAEUS.

farao7

Esta utilização da SERPENTE pela realeza Egípcia criou um mito em torno dela e passou até os tempos atuis, onde se atribui negatividade ao réptil, que por seu aspecto não muito amigável, tornou-se temida pela sua peçonha.

cobra1

Na realidade ocorre o contrário, pois a SERPENTE é um ímã protetor para quem o sabe usar, como era o caso dos Faraós. Sua energia é poderoso repelente aos ambientes e pessoas negativas, neutralizando essas forças contrárias, para que não atinjam que sabiamente sabe usar o amuleto.

cobra10

Como sempre trago uma situação vivenciada, e conto a vocês, amigos da TRILOGIA INCA, que há muitos anos uso incondicionalmente uma SERPENTE  em meu dedo, e tenho inúmeros anéis, pingentes e brincos no feitio da NAJA.

cobra6cobra7

Uma dica para vocês: ao usar o anel de SERPENTE, a posição correta é a cabeça para dentro e a cauda para fora, para fechar o campo energético e não permitir a invasão de forças distorcidas ao Perispírito. Já em ambiente energizado, Centros Espíritas ou de Trabalhos Esotéricos, se deve usar o anel de SERPENTE com a cabeça para fora e a cauda para dentro da mão, porque dessa forma fica aberto o campo magnético para que se receba as energias positivas do local.

cobra3cobraa4farao2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s