KUNDALINI TANTRA REIKI

Boa tarde amigos da TRIOGIA INCA, hoje vamos falar de ENERGIA! Aquela que move nosso ser como um todo, que é a força básica de todos o ser humano: a KUNDALINI.

ab12ab6

KUNDALINI TANTRA REIKI

O sistema KUNDALINI TANTRA REIKI é uma poderosa ferramenta de cura total, é uma forma de energização, de renascimento, um novo começo, que sendo compiado de diversas fontes FísicasEspirituais, possibilita prosperidade, saúde, felicidade, abundância e amor, para ser compartilhado  com  toda a humanidade.

ab14

Para a melhor compreensão do que significa KUNDALINI TANTRA REIKI, é necessário explicar o que quer dizer cada um, em separado.

TRILOGIA INCA já postou sobre REIKI e sobre os 7 CHAKRAS, em publicações que se encontram armazenadas no site, onde foi largamente abordado o assunto, sendo interessante que os amigos as leiam, para complementar esse trabalho de hoje.

ab13

REIKI – sistema natural de cura, aplicado no paciente através da impostação das mãos, para o alinhamento e harmonia dos CHAKRAS, unindo a Energia REI = UNIVERSAL +  Energia KI = HUMANA.

ab23

CHAKRAS –centros de Energia que representam os diversos aspectos do ser humano, que são: corpo físico, corpo emocional, corpo mental e corpo energético.

ab2

TANTRA – sendo a base do pensamento do antigo povo Indiano, tem sua origem intimamente ligada à  do Yoga. Seu fundamento principal  é a Energia Masculina =  Shiva, e a Energia Feminina = Shakti.  Está concentrado no desenvolvimento e despertar da KUNDALINI. São várias as Escolas de TANTRA,  mas ao contrário da grande maioria das Filosofias Espiritualistas, o corpo não significa um obstáculo ao desenvolvimento Espiritual, mas um caminho sagrado para o mesmo. Sua máxima pode ser defiinida como: somos todos um.  TANTRA  em Sanscrito  significa TEIA.

ab19ab22

Segundo o Mestre Zanon Melo, a KUNDALINI é tão poderosa que é considerada uma Deusa pelo Hinduísmo, e espera o ser humano aprender a amar de forma integral e incondicional a existência terrestre, para despertar. Quando isso ocorre, ela inunda o corpo e a mente do indivíduo, elevando-se pelos canais de Energias Sutis, liberando a mente para que possa expandir-se e usar todos os seus recursos.

ab18ab7

KUNDALINI TANTRA REIKI, ou KTR, indica a Teia da Vida, o emaranhado de ligações energéticas que faz com que todos os seres humanos sejam  UM.

O método KUNDALINI TANTRA REIKI inclui meditação, visualização e utilização de Símbolos Sagrados para invocar as forças curativas em uma freqüência vibrcional, cujos efeitos podem ser sentidos por algumns pacientes quase que imediatamente. Isto é o que explica a Mestra Lu Rodrigues.

ab4

Este método, que busca a aplenitude do prazer, o paraíso, para que o indivíduo o leve dentro de si para onde for, e que lhe é alcançado pela Teia da Vida, é a elevação do amor aos planos mais altos, até o seu transbordamento. Este transbordamento vai desde o CHAKRA DE GEA = MÃE TERRA, até os CHAKRAS situados acima do CORONÁRIO. Esse movimento Energético  permite uma limpeza dos caminhos do indivíduo, para as mais altas frequências vibracionais.

ab10ab21

Há que se levar em mente que todas as Energias Vibracionais de Luz vêm da mesma fonte, o que difere é a forma da pessoa conectar-se com ela, e isso a torna única. A identificação com o método KUNDALINI TANTRA REIKI, vai demonstrar que há uma forte identificação do Espírito  do  indivíduo com  este método.

ab16ab15

No Sistema KTR – KUNDALINI TANTRA REIKI, o indivíduo irá encontrar referências para conectar-se com os Seres dos Reinos Espirituais, Espíritos, Guias, Mestres Ascencionados, assim como a GEA = Mãe Terra, fonte da KUNDALINI.

ab24

É importante ressalvar que para a prática da KUNDALINI TANTRA REIKI,  não há necessidade de mudança de credo ou religião, pois ela foi trazida para a Terra para ajudar todos os seres vivos, de todas crenças.

ab3ab17

Todas as pessoas que praticam o Sistema KUNDDALII TANTRA REIKI  têm acesso aos Canais Energéticos para os MESTRES ASCENCIONADOSARCANJOS prepararem e facilitarem a subida da Energia  KUNDALINI, bem como para sua integração total à TEIA DA VIDA!

ab20

Bem amigos da TRILOGIA INCA, essa maravilhosa prática e Terapia Energética deve ser altamente difundida e utilizada sem qualquer receio, pois só pode trazer inúmeros benefícios aos que a ela recorrerem, beneficiando em última analise, toda a Humanidade!

ao11ab11

 

 

 

 

 

Anúncios

Boa tarde amigos da TRILOGIA INCA, hoje vamos falar de um tema muito discutido e também muito praticado pelos místicos de todos os tempos:  VIAGEM ASTRAL.

astral1

VIAGEM ASTRAL

A primeira pergunta a ser feita sobre a VIAGEM ASTRAL, antes de qualquer  outra seria: é perigosa?

astral6

Para responder tal questionamento é preciso ter uma noção do que seria uma VIAGEM ASTRAL, e como essa prática pode ser benéfica ou não ao ser humano, e quais seriam os riscos desta entrega ao invisível.

astral3

O princípio básico a ser tomado como ponto de partida é o sono: todos os animais têm um Corpo Físico e um Corpo Espiritual, e quando dormem seus Corpos Espirituais  deixam seus envólucros físicos permanecendo algumas horas no Plano Espiritual.

astral2

As explicações para estes fenômenos são variadas e vão desde o ceticismo até a crença no paranormal ou Espiritismo, mas são uníssonas ao afirmar que através do sono o corpo físico pode sofrer sensações que para os primeiros são entendidas como alucinações e para os demais como  projeção de consciência ou desdobramento.

astral17

Partindo dos estudos sobre  Projeciologiaque foi sistematizado po Aldo Vieira, a VIAGEM ASTRAL ocorre durante o sono e quando o metabolismo e as ondas cerebrais diminuem, os laços energéticos que seguram o Corpo Astral ao Corpo Físico se soltariam projetando a pessoa para fora do corpo humano. Durante esta projeção, o laço entre o Corpo Astral  e o Corpo Físico é mantido pelo chamado  “Cordão de Prata”. Este laço é somente rompido quando ocorre a morte biológica.

astral5

Entende este estudioso, que: “sair do corpo humano com lucidez, é a mais preciosa e prática fonte de esclarecimentos e informações prioritárias acerca dos mais importantes problemas da vida, elucidando-nos sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos”.

astral10

Para a concepção Espírita,  desdobramento é um processo de exteriorização do Perispírito do Corpo Físico, que permanecem sempre ligados por uma espécie de “Cordão Umbilical Fluídico”. Por ser análogo ao sono, é um estado de liberdade prispiritual, onde o indivíduo pode agir como um desencarnado, podendo se afastar do Corpo Físico.

astral15

Existem três tipos de Desdobramento: 1.- inconsciente = quando a pessoa ao retornar ao Corpo Físico, não se recordar de nada;

2.- semiconsciente = quando o indivíduo tem vaga lembrança ao retornar ao Corpo Físico;

3.- consciente = quando a pessoa lembra com clareza o ocorrido durante sua experiência, ao retornar ao Copo Físico.

Desdobramento ainda pode ser parcial, que ocorre quando o Perispírito  não deixa o Corpo Físico totalmente, e o indivíduo tem as faculdades psíquicas muito ampliadas.

Desdobramento é total quando o Perispírito deixa o Corpo Físico  totalmente. Também pode ser chamado de “emancipação da Alma”.

Outro questionamento a respeito da VIAGEM ASTRAL seria o risco de encontrar Espíritos Obsessores que impactariam essa jornada etérica, trazendo um risco ao viajante.  Mas o que deve estar sempre presente  para quem se aventurar consciente ou inconscientemente nessa aventura, é que uma Aura Pura vai sempre atrair Bons Espíritos, afastando todos os demais seres trevosos que possam existir no Baixo Astral.

astral9

Quanto à possibilidade de ter o Corpo Físico invadido por Espíritos Obsessores, o que deve também ser sempre uma constante no entendimento desses processos é que, embora estando com sua consciência afastada do seu corpo, o indivíduo jamais perderá contato com o mesmo, através do “Cordão de Prata”.

astral16

Qualquer coisa que aconteça com o Corpo Físico da pessoa em VIAGEM ASTRAL, faz com que imediatamente ela seja tragada de volta ao seu corpo! Isto vale tanto para uma presença próxima ao Corpo Físico, como para  o barulho do vento na janela.

astral12

Pode-se concluir que é um sistema de segurança do Corpo Físico criado pela evolução, para sua proteção contra o ataque de possíveis predadores, enquanto o Corpo Espiritual se encontra afastado, em uma VIAGEM ASTRAL.

astral11

Por último, a pergunta que sempre ocorre: pode o indivíduo morrer enquanto estiver em VIAGEM ASTRAL? O que tem que ser esclarecido é que a morte pode ocorrer em qualquer situação: dormindo, tomando banho, regando o jardim, indo para o trabalho, pois a morte não é um privilégio dos VIAJANTES ASTRAIS. Mas estatísticamente é sabido que a morte ocorre muito mas em vigília que durante o sono!

astral13

Durmam tranquilos amigos da TRILOGIA INCA, que a VIAGEM ASTRAL é uma das mais eletrizantes e mágicas experiências que o ser humano pode desfrutar!

astral4astral7

 

 

 

 

 

 

 

VIAGEM ASTRAL

ANÚBIS – O DEUS EGÍPCIO COM CABEÇA DE CHACAL

Boa tarde amigos da TRIOGIA INCA, hoje vamos dar um mergulho nas tradições e religiosidade dos Egípcios, principalmente no que se referia ao preparo do corpo para a grande viagem e sua recepção por ANÚBIS – o Deus da Morte.

a'13a'4

ANÚBIS 

Também conhecido como ANUPO pelos Gregos, era o Deus Egípcio dos Mortos e Moribundos, era sempre representado com uma cabeça de Chacal. A menção mais antiga à ANÚBIS está nos Textos das Pirâmides do Império Antigo, sendo sempre associado com o enterro do Faraó.

a'18

ANÚBIS era o Deus dos Mortos, da Mumificação e do Submundo e também o Guardião dos Túmulos Juiz dos Mortos, e na crença dosEgípcios, se um corpo não era devidamente preparado e mumificado conforme as indicações usuais, seria então devorado pelo Deus Chacal. O ritual de embalsamamento é creditado à  ANÚBIS, bem como sempre foi associado à mumificação, pois os seguidores da antiga religíão Egípcia, acreditavam que o Deus Chacal presidia as seções preparação dos corpos por ser o detentor e guardião de tais técnicas.

a'10

ANÚBIS era filho de OSÍRIS e NÉFTIS, tendo sido criado por ÍSIS, de quem foi acompanhante e guardião. Estava destinado a guardar os Deuses, da mesma forma que os cães guardam os homens.

a'21

ANÚBIS era representado por um Chacal deitado ou ainda por um Homem com Cabeça de Chacal, sendo considerado o Embalsamador Divino e o responsável pelo Julgamento dos Mortos no além-túmulo.

a'17a'1

No ritual do julgamento ANÚBIS introduzia o defunto, que usava uma veste de linho, em uma grande sala onde estavam presentes todos os Deuses, que eram saudados pelo morto. Neste momento, o defunto fazia uma grande declaração em sua defesa, alegando ter vivido dentro dos padrões de retidão e caráter.

a'7

No momento da declaração do morto, ANÚBIS ajoelhava-se diante de uma grande balança colocada no meio do salão e ajustava o fiel com uma as mãos, ao mesmo tempo em que segurava o prato direito com a outra. O coração do finado era colocado num dos pratos e no outro, uma Pena que era o símbolo da Deusa MAAT, Deusa da Verdade, esposa de ANÚBIS. O coração humano era considerado pelos Egípcios como a sede da consciência.

a'5

Neste momento, se a balança perdesse o equilíbrio, e o coração do morto pesasse mais que a Pena da Deusa MAAT, o terrível Monstro AMMUT, o devorador dos mortos, cujo corpo era compsto por partes híbridas de leão, hipopótamo e crocodilo, o comeria.

a'19

Caso o coração do defunto tivesse o mesmo peso da Pena da Deusa Maat, este seria bem-vindo ao além-túmulo, e se houvesse um desvio leve na balança, a alma poderia voltar ao corpo para uma nova vida.

a'15

O papel funerário de ANÚBIS era muito importante para os Egípcios, que acreditavam que o coração do morto era entregue ao Deus Chacal, que realizava todo o cerimonial acima descrito, pesando o órgão na balança, juntamente com a Pena da Deusa MAAT.

a'11

A jornada final do defunto após esta cerimônia era atravessar com ANÚBIS o Rio Nilo para ir ao encontro de OSÍRIS, no mundo dos mortos, para viver a “vida depois da morte”.

a'3

As cidades dedicadas à ANÚBIS eram conhecidas pelo grande  número de múmias e também por cemitérios inteiros de cães.

a'22

Bem amigos da TRILOGIA INCA, eu sempre tive uma predileção especial pela religiosidade Egípcia, seu conteúdo e suas diretrizes. A crença no depois, na vida além do túmulo, legou ao mundo  moderno a base de todas as filosofias e crenças na continuidade da jornada interrompida pela morte física, em um plano energético, mas com as premissas plasmadas na alma imortal!

a'2a'23

INCUBUS E SUCCUBUS – PARCEIROS DEMONÍACOS

Boa tarde amigos da TRILOGIA INCA, hoje vamos falar sobre um assunto eletrizante, polêmico e que envolve possessão e sonhos: os INCUBUS e os  SUCCUBUS.

a,5

ÍNCUBO

Em latim INCUBUS, de incubare”, é um demônio na forma masculina que se encontra com mulheres durante o sono, a fim de ter relação sexual com elas. Neste encontro de sexo, o ÍNCUBO drena a energia feminina para com ela se alimentar, deixando a mulher viva, na maioria das vezes, mas muito fragilizada.

a,6

A palavra em latim significa que alguém está em cima de outra pessoa: INCUBO = sobre. O ÍNCUBO aparece geralmente durante os sonhos em que a vítima, ou a mulher, está sentindo prazer e, neste momento, toma a forma mais atraente possível,  e com seu magnetismo, suga toda a energia sexual da parceira. Por estar completamente indefesa a mulher oferece involuntariamente sua energia, inconscientemente, para retribuir o prazer dos momentos vivenciados. Ao acordar está totalmente prostrada, fragilizada, cansada, exaurida, e, na maioria dos casos, não se recorda absolutamente de nada.

a,3

SÚCUBO

Em latim SUCCUBUS, de “succubare”,  é um demônio com aparência feminina que invade o sonho dos homens com o objetivo de manter uma relação sexual com eles e lhes roubar a energia vital. Neste ato o SÚCUBO se alimenta da energia sexual dos homens coletando seu esperma para engravidar a si mesmo, ou a outros de sua espécie, assumindo a forma e a aparência do desejo sexual do parceiro humano.

a,7

De acordo com a Mitologia, são seres que podem viver aproximadamente 750 anos, e estão associados a casos de doenças e dramas psicológicos de origem sexual, eis que após os ataques iflingiam às vítimas pesadelos, seguidos de poluções noturnas.

a,13

De acordo com o Malleus Maleficarum = Código Penal das Bruxas,  os  SÚCUBOS recolhem o sêmem dos homens com os quais mantém relações sexuais, para que um ÍNCUBO posteriormente possa engravidar mulheres.  Estes demônios assumem a forma de lindas e sensuais mulheres, e seduzem especialmente os monges, sustentando-se com a energia sexual dos homens, que levam à exaustão e até à morte.

a,9a,17

O fato de que os demônios não podem se reproduzir normalmente é amparado nesta forma inusitada de reprodução, eis que o ÍNCUBO poderia engravidar uma mulher utilizando o sêmem obtido no ataque do SÚCUBO à um homem.

a,12

Para melhor utilizarem o ato sexual como forma de alimento, estes demônios  assumem uma aparência extravagante, de rara beleza: os SÚCUBOS como mulheres de grandes seios, às vezes com asas de morcego e xifres; outras vezes como mulheres lindíssimas, povoando os sonhos dos homens que, não conseguem tirar sua imagem da mente, podendo chegar às raias de uma paixão avassaladora; os ÍNCUBOS assumem a forma de machos sedutores, podendo também possuir as características demoníacas, mas nada disso perturba suas vítimas que já se encontram subjugadas pelo poder da sedução sexual que eles exercem.

a,4

Estes demônios eram facilmente reconhecidos na Idade Média onde se praticava exorcismos específicos para o banimento destes seres maléficos, e a conseqüente libertação das vítimas dos ÍNCUBOS e SÚCUBOS.

A criança supostamente nascida dessas relações de humanos com os ÍNCUBOS  SÚCUBOS, teria qualidades sobrenaturais, que são reconhecidas nos grandes heróis e magos, como o Mago Merlin, que teria sido concebido numa relação desta natureza.

a,19

Os ÍNCUBOS não eram nomeados, mas os SÚCUBOS sim, e foram expressamente mencionados e associados com vários atributos de Lilith, a antiga mulher-demônio, a imagem mítica do “SUCCUBUS-INCUBUS”, que no final do século XX, foi elevada ao posto de deusa em algumas seitas de bruxaria moderna.

a,11a,20

Existem alguns rituais para se convocar um ÍNCUBO ou SÚCUBO a manifertar-se, mas as obsessões sexuais não satisfeitas, excessos e morbidez perversas podem facilmente desencadear o fenômeno desses demônios.

Há que ser ressaltado que essas evocações devem ser efetivadas por pessoas capazes de salvaguardar a si mesmas, pois é uma prática deveras perigosa para os iniciantes. Há uma grande diferença entre a formulação de um encontro com uma entidade demoníaca e convidar um ÍNCUBO  ou um SÚCUBO para possuí-lo. Pode-se identificar a primeira opção como uma operação litúrgica do Caminho da Mão Esquerda, e a segunda opção, como um desejo sexual auto-destrutivo.

a,16

Nos tempos modernos, essa procura insana pelo parceiro sexual demoníaco pode ser o sinônimo de uma elocubração doentia da sexualidade, e o que torna tudo muito pior, a incapacidade de encontrar um parceiro humano real e adequado.

a,1

À luz da Doutrina Espírita, e de acordo com a classificação de Martins Peralva, estudioso do Espiritismo, bem como a classificação de Allan Kardec, os sonhos do indivíduo podem ser divididos em 3 categorias: Comuns = que são a continuidade da disposição física ou psicológica da pessoa, como dormir com fome e sonhar com comida; Reflexivos =  que são retalhos de lembranças da pessoaEspíritas = que são atividades da pessoa durante o sono.

a,21a,22

Então o que se deduz é que durante o sono o comportamento da pessoa difere de quando acordada, pois não existe o chamado da matéria a recordar os compromissos, as obrigações, os deveres e valores morais determinados pela sociedade.

a,18

Segundo André Luiz, 3 a cada 4 pessoas buscam prazeres em zonas inferiores durante o sono, e os relatos medievais sobre os humanos que praticavam sexo com os ÍNCUBOS SÚCUBOS, podem significar que eles estavam se relacionando não com demônios, mas sim com espíritos inferiores, ainda viciados em sexo, ou vampirizadores de energias.

a,14

Outra constatação segundo a Doutrina Espírita, é que o ser humano só pode ser influenciado por Espíritos com quem tenha afinidade, o que vale tanto para encarnados como para desencarnados. A obsessão é muitas vezes provocada pelo próprio obsediado, por não vigiar pensamentos e até por convidar imprudentemente, o espírito obsessor, que apesar de desencarnado, assedia o encarnado em busca de prazeres, que possam aplacar seus desejos destrutivos e desenfreados.

a,2

Quando se instala uma rotina e os sonhos eróticos se tornam freqüentes, pode haver  um  violento enfraquecimento físico e psíquico, que vai redundar em um círculo vicioso do qual é difícil sair. E é certo que muitas pessoas desconhecem a existência destes processos, que podem causar sérios comprometimentos.

O que se deve ter sempre em mente é que sempre o ser humano será o Espírito Imortal, e que a máxima “orai e vigiai” deve ser uma constante na vida de cada um!

a.11

Bem amigos da TRILOGIA INCA, o que podemos acrescentar é que dentro da existência humana sempre existirá a linha tênue que separa o BEM e o MAL, e diversas são as maneiras que ambos se nos apresentam, cabendo a nós estas escolhas e suas consequências! Esta é a magia do existir!

a,10

ARCANJO MIGUEL – RAIO AZUL

Boa tarde amigos da TRILOGIA INCA, hoje voltaremos a falar dos Seres Angélicos, de SÃO MIGUEL ARCANJO, Senhor dos Anjos, também conhecido como o ARCANJO da Fé, da Proteção e da Libertação do Mal.

a.012

ARCANJO MIGUEL – RAIO AZUL

Em hebraico MIGUEL = MICHA’EL ou MIKHA’EL, significa “Aquele que é similar à DEUS”. 

a.03

Na Bíblia Hebraica MIGUEL é mencionado 3 vezes no Livro de Daniel, como “um grande Príncipe que defende as crianças do seu povo”. Em Apocalípse 12:7-9, MIGUEL lidera os Exércitos de DEUS contra as forças de Satã e seus anjos e os derrota durante a guerra no Céu. Na Epístola de Judas, MIGUEL é citado especificamente como ARCANJO.

a.010

Os Santuários em honra ao ARCANJO MIGUEL começaram a aparecer no Século IV, quando começou a ser conhecido como um Anjo de Cura, e com o tempo como  Protetor e Líder do Exército de DEUS, contra as forças do mal. No Século VI a devoção a SÃO MIGUEL ARCANJO já alcançava o oriente e o ocidente.

a.02

Os Católicos, tanto Romanos como Ortodoxos, se referem a MIGUEL como SÃO MIGUEL, título honorífico não advindo de uma canonização, sendo denominado pelos Cristãos como SÃO MIGUEL ARCANJO.

a.06

Nos ensinamentos Católicos, SÃO MIGUEL ARCANJO tem 4 papéis principais a saber:

= o primeiro papel é como Comandante do Exército de DEUS e o Líder das Forças Celestes sobre as hostes infernais; sendo um modelo angélico para as virtudes do Guerreiro Espiritual, em guerra contra o mal; sendo visto outras vezes como a Batalha Interna.

a.05

= o segundo e o terceiro papel desempenhado por SÃO MIGUEL ARCANJO se referem à morte; no segundo MIGUEL é o Anjo da Morte, levando a Alma de todos os desencarnados para o Céu, e também neste momento, dando à Alma uma chance de se redimir antes da morte, atrapalhando o Diabo e seus asseclas. No terceiro papel, SÃO MIGUEL ARCANJO pesa as Almas em uma balança perfeitamente equilibrada. Por isso, muitas de suas representações apresentam o ARCANJO MIGUEL segurando uma balança.

a.04

= o quarto papel desempenhado por SÃO MIGUEL ARCANJO é o de Patrono Especial do povo escolhido no Velho Testamento, e também o papel de Guardião da Igreja. Por isso, muitas vezes é representado como um Cavaleiro Medieval.

a.09

Na visão Esotérica, ARCANJO MIGUEL é descrito como ARCANJO  da Fé, da Proteção da Libertação do Mal. Seus cabelos são dourados e os olhos azuis, sua Espada de Chama Azul remove todos os obstáculos do caminho dos homens.

a.01

Templo Etérico do ARCANJO MIGUEL está situado sobre Rocky Mountains,  no Canadá, sendo circular e de grandes proporções. Tem quatro entradas que corresponde aos quatro pontos cardeiais e é dourado,com incrustrações de safiras azuis, mas foi construído com substância da Terra. Deste foco de irradiação, o  ARCANJO MIGUEL e sua Legião de Anjos continuam guardando, protegendo e servindo a humanidade.

a.013

Quando o ser humano apela conscientemente ao ARCANJO MIGUEL e sua Legião, esta súplica é atendida prontamente e o socorro é distribuído a cada necessidade que oprime e enfraquece.

a.021

O ARCANJO MIGUEL diz: “Queridos amigos – a qualquer tempo e em qualquer lugar – neste ou em outro Planeta do Sistema ou em uma esfera inferior – em algum dia, cada criação de seres de inteligência, seus raciocínios, seus sentimentos e suas mentes deverão ser entregues a DEUS! É nosso trabalho o servir como defensor da FÉ – manter viva no coração humano a fé em DEUS; a fé em sua própria determinação Divina que deverá elevá-lo sobre a limitação na qual submergiu. Para reforçar e expandir esta FÉ por entre a humanidade, as Legiões de Meu Reino avivam constantemente a Luz da Alma. Neste procedimento de se acender, momentaneamente, a chama, e ao inspirar nossa Fé, damos sempre algo de Nós mesmos, de Nosso próprio Ser. Assim ajudamos os homens a ‘perseverar na perseverança’.”

a.019

Existem várias orações e apelos ao Bem-Amado ARCANJO MIGUEL, todas sempre evocando a Espada de Luz Azul, como raio purificador e protetor de toda a humanidade.

a.017

SÃO MIGUEL ARCANJO e o Mestre Ascencionado EL MORYA – CHOHAN DO PRIMEIRO RAIO – RAIO AZUL, dedicam-se ao amparo e encaminhamento dos seres humanos para a jornada da LUZ.

a.018

COMANDO PARA SÃO MIGUEL ARCANJO

Invocação – Pela autoridade da Chama Trina em meu coração, em nome de Alfa  Ômega, da Mãe Divina e do Relâmpago Azul do coração de Hércules, Eloin do Primeiro Raio, Eu comando o ARCANJO MIGUEL e suas Legiões de Luz Azul Celeste, para nossa proteção aqui e agora!

SÃO MIGUEL (3x)

ARCANJO de DEUS Iluminado

Vista-nos com uma Armadura de  Chama Azul Dourada

Sobreponha-nos com a vossa Espada Azul Flamejante

Libertando-nos aqui e agora de todo o mal manifestado!

Legiões de SÃO MIGUEL à nossa frente,

Legiões de SÃO MIGUEL atrás de nós,

Legiões de SÃO MIGUEL à nossa direita,

Legiões de SÃO MIGUEL à nossa esquerda,

Legiões de SÃO MIGUEL acima de nós,

Legiões de SÃO MIGUEL abaixo de nós,

SÃO MIGUEL (3x) Legiões do Raio Azul Celeste

Com sua Espada Armadura nos proteja aqui! (3x) 

Selamento – Que a Poderosa Presença EU SOU em mim, sele toda a energia agora magnetizada, para que seja utilizada de acordo com a vontade de DEUS e somente a vontade de DEUS. Assim seja, em nome do PAI, da MÃE, do FILHO e do ESPÍRITO SANTO. AMÉM!

a.015

Esta invocação, como outras tantas trazem o ARCANJO MIGUEL para nossa proteção e defesa.

a.020a.016

Bem amigos da TRILOGIA INCA, este Post sobre o ARCANJO MIGUEL, finaliza nosso trabalho sobre os ARCANJOS, estes magníficos Seres Alados, que nos cuidam e protegem sob a orientação do ALTÍSSIMO. 

a.014a.023

ANNA PRADO – MÉDIUM DE EFEITOS FÍSICOS

Bom dia amigos da TRILOGIA INCA, hoje vamos falar de uma das mais impressionantes formas de MEDIUNIDADE, que estarrece e emociona, ao mesmo tempo, o espectador de tais Fenômenos Mediúnicos: o MÉDIUM DE EFEITOS FÍSICOS.

a.4

ANNA PRADO

Seu nome de batismo era  ANNA REBELLO PRADO, e nasceu em Paritins, Ilha Fluvial do Estado do Amazonas, nos idos de 1883.

a.18

A família de ANNA PRADO era fundamentalmente Espírita, e seus tios maternos Emiliano e Jovita eram difusores da Doutrina Espírita, o que seguramente fez com que ANNA tivesse sólida e esmerada formação moral e espiritual, apesar de ter sido criada dentro da Religião Católica.

a.1

Sem maiores registros sobre a infância de ANNA, o seu casamento é documentado na data de 9 de Junho de 1901, com o cearense Eurípedes de Albuquerque Prado, comerciante e jornalista, que foi Superintendente Municipal de  Paritins. Abraçou a Doutrina Espírita e tornou-se um devoto adepto das atividades relacionadas com o Espiritismo.

O casal mudou-se posteriormente para a Capital do Pará, com seus quatro filhos: Eurídice, Erastósthenes, Antonina Dinamérico, onde começaram a realizar as experiências com as Mesas Girantes.

a.6

Os primeiros fenômenos de que se tem registro ocorreram em torno da Mesa, que segundo consta, apresentou estalos e fortes abalos. Posteriormente ocorreram arrremessos de objetos ao chão e o teletransporte de uma flor do jardim para cima da mesa da casa.

a.14

As materializações ocorriam primeiramente na total obscuridade, sendo somente perceptíveis através do tato. Gradativamente começaram a aparecer sob a luz muito branda, materializações de partes do corpo humano, como braços, pernas, mãos, até totalizarem vultos completos, que foram reconhecidos pelos parentes de ANNA PRADO e seu marido Eurípedes.

a.13a.16

ANNA PRADO tornou-se conhecida mundialmente por sua capacidade Mediúnica, tornando-se alvo de toda a sorte de preconceitos da época, sendo acusada publicamente de farsante.

Para provar a veracidade de suas manifestações, ANNA PRADO foi literalmente enjaulada em uma gaiola de fero, durante seu transe Mediúnico, tendo sido então fartamente documentados os fenômenos que provocava: tiptologia, raps, levitação de objetos, escrita direta, sonambulismo, transporte, desdobramento, desmaterialização, aparecimento de luzes Espirituais., psicofonia, audiência.

a.5

ANNA PRADO, visitava familiares em seus processos de sonambulismo, revelando fatos e ansiedades por eles vividas, que foram fartamente registradas em cartas escritas pelos próprios membros da família por ela visitados.

a.3

Com relação às materializações de Espíritos, elas poderiam ocorrer com a presença de mais de um, como foi registrado quando foi operada de um abcesso na boca, em transe  Mediúnico, pelo Espírito materializado de um médico.

a.9

Uma aparição que foi muito difundida, ocorreu e 1922, no dia 27 de Outubro, e consistiu na materialização do Espírito Maria Alva, que trazia uma écharpe, que foi trasnformada na presença de todos, primeiro em cesta de frutas, e depois em bandeja repleta de flores.

a.19

Espírito Orientador de ANNA PRADO era seu tio materno, Felismino Olympio de Carvalho Prado, já desencarnado, cujo fenômeno das flores secas, muito difundido na época, consistiu no seguinte; em 25 de Janeiro de 1920, o Coronel Simplicio Costa, que participava das reuniões, entregou ao Espírito João, quando materializado, algumas flores, que foram devolvidas ao Coronel, quatorze meses depois, em outra Sessão Mediúnica, totalmente secas.

a.15

Outras demonstrações da grandeza da MÉDIUM ANNA PRADO, foi a psicografia cutânea realizada pelo Espírito João em seus braços, onde apareceram as palvras DEUS e João, tendo sido documentado na Revista Reformador,  da  Federação Espírita Brasileira – FEB, de 1/11/1921.

a.10

Outros Espíritos que se materializavam nos Trabalhos Mediúnicos de ANNA PRADO, como Annita, Rachel Figner e João, realizavam belíssimos trabalhos materializados em parafina, tais como flores, moldes de membros, etc, tudo fartamente documentado.

a.8

O Perispírito é um modelo exato do corpo, reproduzindo fielmente todos os seus detalhes, não sendo apenas como um desenho, mas a cópia fiel, exata anatomicamente falando.

Uma impressionante demonstração da veracidade dos fenômenos de ANNA PRADO, foi a germinação em uma única Sessão Mediúnica, de apenas 30 minutos de duração, de sementes de eucalipto, trazidas da cidade do Rio de Janeiro.

Seu trabalho como MÉDIUM DE EFEITOS FÍSICOS teve seu encerramento devido ao seu desencarne prematuro, ocorrido em 23 de Abril de 1923, depois de um acidente em sua casa com o fogão a ácool. Seu atestado de óbito deu como “causa mortis”, o colapso consecutivo devido a queimadura extensa de seu corpo, principalmente na região abdominal. Tinha apenas 39 anos.

a.20

Após mais de 3 décadas de sua morte, seu Espírito se manifesta atraves da Psicografia de FRANCISCO CÂNDICO XAVIER – XICO XAVIER em 24 de Janeiro de 1955, trazendo a maravilhosa mensagem intitulada “Observação Oportuna”, que foi publicada no livro “Instruções Psicofônicas”, do consagrado Médium.

a.12

ANNA PRADO foi inquestionavelmente uma grande MÉDIUM DE EFEITOS FÍSICOS, que contribuiu de forma inimaginável para o engrandecimento e divulgação da Doutrina Espírita, através de suas materializações!

Podemos acrescentar, amigos da TRILOGIA INCA, que todos os trabalhadores na seara Espiritual, como ANNA PRADO, tiveram uma vida repleta de doações e sacrifícios em prol da difusão da Doutrina Espírita, e embora atacados e questionados em seus trabalhos, hoje são considerados consolidadores desta mesma Doutrina!

a.11

AMOR & ÓDIO

Boa tarde amigos da TRILOGIA INCA, vamos hoje navegar por um mar que pode ser manso ou revolto, que pode ser prazeiroso como desgastante, o mar dos sentimentos onde nascem o AMOR e o ÓDIO.

A=5

AMOR E ÓDIO

Existem muitas especulações e ditados populares para definir os sentimentos de AMOR & ÓDIO, sentimentos esses muito próximos mas que não são opostos, que não são a antítese um do outro. Pode ocorrer que o ser humano trilhe o caminho do AMOR para o ÓDIO, mas tabém pode haver a caminhada do ÓDIO para o AMOR.

A=1

O indivíduo nasce e cresce acumulando contextos e emoções, trazendo para o seu hoje os vazios resultantes das relações afetivas de cunho parenteral, ou seja, com pai, mãe ou substitutos. O não entendimento desses buracos emocionais, gera uma dependência no ser humano, que tenta compensar esses abandonos afetivos, buscando inconscientemente, no eventual parceiro, um “curativo” para essas eternas “feridas não tratadas”.

A=3A=8

O sentimento de AMOR que nasce de um relacionamento nas condições acima descritas, não é gerado em situação promissora, pois um dos envolvidos traz consigo afetos não resolvidos e, ao menor deslize ou indiferença do parceiro, revive toda uma situação de carência e abando antigos, tornando-se um ferrenho cobrador de afeto, sem que seu companheiro ou companheira sequer entenda o motivo.

A=14

Neste ponto da relação que seria de AMOR, para brotar o desespero, o desentendimento e as frases duras que podem descambar para o ÓDIO, existe uma estreita ruela, que divide as emoções humanas.

A=6

Portanto, não pode ser dito que o AMOR é o contrário do ÓDIO, eis que ninguém ODEIA algo que não lhe seja importante, sendo que a indiferença é que é a ausência de AMOR. AMOR e o ÓDIO são duas faces da mesma moeda!

A=12

Estes dois sentimentos sempre despertaram o interesse da ciência através dos tempos, de seus membros e dos historiadores, que acumularam livros sobre os grandes acontecimentos da história da humanidade, envolvendo AMOR e ÓDIO.

A=11

O ÓDIO acompanha o ser humano desde os seus primórdiospois a capacidade de ODIAR alimenta-se dos medos mais atávicos e adota as mais variadas formas,  estando presente nas relações pessoais, nos maus-tratos infringidos às mulheres e crianças, nos genocídios e nas instigações ao terrorismo.

A=20

Alguns famosos cientistas como Charles Darwin Sigmund Freud definiram o ÓDIO em suas especulações científicas e psicológicas. Para Freud, ÓDIO seria um estado do Ego que busca a realização através da destruição do ser ODIADO. Para ele, o ser humano está marcado pelo institnto de morte (Tanatos), sendo o  ÓDIO um dos seus impulsos agressivos; e pelo instinto de vida (Eros), que ativa as pulsações sexuais e o instinto de sobrevivência.

A=2

Para Darwin, as raízes da espécie humana residem na vingança, derivada do ÓDIO,   e na defesa dos próprios interesses.

Erwin Staub, Psicólogo da Universidade do Massachusetts, define que o  ÓDIO pode ser potencializado por determinados fatores circunstanciais, que acabam por desencadear os genocídios, as chacinas e o terrorismo. Entende o Psicólogo, que a decisão de pertencer a um grupo faz ver as pessoas alheias como diferentes, antagônicas e potencialmente perigosas.

A=9

Robert J. Sternberg, Professor de Psicologia e Decano da Faculdade de Artes e Ciências da Tufts University, Medford-Massachusetts, em seu livro The Nature Of Hate, apresenta uma das teorias mais completas e atuais sobre o ÓDIO, que segundo seu entendimento, possui 3 componentes básicos: a negação de intimidade, a paixão e o compromisso.

A=10

Não é preciso deter-se e citar o que esses componentes do ÓDIO formataram  através dos séculos, mas em virtude do grande acúmulo de atrocidades que a humanidade assistiu ao longo do Século XX, pode-se deduzir, sem medo de errar, que este sentimento está cada vez mais estigmatizado. Há que ser posta  de lado esta nefasta e poderosa emoção, mas será que existe cura ou vacina contra o ÓDIO? Não há remédio a não ser no perdão! Essa é a opinião dos especialistas.

A=19

O Professor Semir Zek, Diretor de uma Equipe do Laboratório Wellcome de Neurobiologia da Universidade de Londres, descobriu que o mecanismo cerebral onde o sentimento do ÓDIO se encontra está na mesma região onde surge a chama do AMOR. Para a equipe de Neurobiólogos, ambos os sentimentos de  AMOR ÓDIO, produzem atividade em duas estruturas do subcórtex cerebral, o putâmen e a ínsula, que são igualmente ativadas nas duas situações.

A=7

Mas o estudo detectou também, uma diferença significativa: ao passo que no AMOR “se apagam” as zonas cerebrais associadas ao raciocínio e ao juízo, no ÓDIO isso não acontece. Enquanto o indivíduo APAIXONADO é apenas crítico em relação ao ser AMADO, a pessoa que ODEIA mostra-se calculista e tem o raciocínio pleno para vingar-se de todas as formas, de quem DETESTA.

A=13

Depois dessa visão técnico-científica da relação AMOR & ÓDIO, também é importante encarar a visão Espiritualista dos relacionamentos e dos motivos que levam as pessoas envolvidas a nutrir sentimentos tão fortes e tão divergentes.

A=18

Segundo a Teoria da Reencarnação, tema que já abordamos em outro Post aqui na TRILOGIA INCA, Espírito Imortal experimenta em sucessivas reencarnações,  as mais variadas nuances de AMOR ÓDIO, muitas vezes envolvendo os mesmos seres.

A=4

A cada reencarnação o indivíduo tem a oportunidade de se reajustar com antigos desafetos, tem a chance de transformar ÓDIOS seculares em AMOR. Pois só o AMOR não acaba nunca!

Na literatura Espírita se verifica exemplos variados de Espíritos que se degladiam através dos séculos, alternando as posições de vítima e carrasco, até que muitas vezes, reunidos sob o mesmo teto, tendo que se ajustar pelas circunstâncias impostas, aprendem a se AMAR, esquecendo o ÓDIO, e acabam por  valorizar os aspectos positivos um do outro.

A=17

É interessante observar que os sentimentos mais pesados, mais fortes que os seres humanos experimentam são dirigidos a pessoas que lhe são muito próximas, e que talvez gostariam de AMAR. São relacionamentos imersos no ÓDIO há muito tempo, onde o AMOR pode estar sufocado no meio do rancor, da mágoa, da sede de vingança!

A=21

Mas a esperança do ser encarnado nunca morre, pois mesmo assim o AMOR  existe, permanece latente, aguardando o momento mais adequado para desabrochar, vencendo as barreiras e aplacando as mágoas do passado.

ao12

Pode parecer irônico e até mesmo um paradoxo, mas talvez o ÓDIO seja necessário para o conhecimento pleno e real valorização do AMOR, pois desde que surge um elo entre dois indivíduos, este vínculo jamais será quebrado, eis que a indiferença não gera vínculos.

ao13

Essa relação entre dois seres pode se desenvolver e evoluir sempre no terreno fértil do  AMOR, ou pode degenerar em ÓDIO, que ironicamente, imperceptivelmente, tem a função de manter este vínculo entre as pessoas. E, em gradativo processo de tempo indeterminado, envolvendo talvez muitas reencarnações, ÓDIO vai sendo depurado, filtrado, desgastado, até se transformar em AMOR, a força motriz do Mundo!

A=15

Bem amigos da TRILOGIA INCA, eu sempre que posso trago o meu testemunho aos temas postados, e nesse momento posso aduzir que com meu próprio filho, muito amado e com quem tenho um relacionamento de parceria e cumplicidade, vivenciei ao longo de algumas encarnações, ÓDIO que nutríamos um pelo outro, a ponto de ser sua vítima em tempos longínquos no deserto Árabe, pela posse de uma grande manada de cavalos. Hoje como mãe e filho conseguimos alcançar e resgatar a plenitude do AMOR!

a]21

,