SANTA MARIA MADALENA E O SANTO GRAAL

Boa noite amigos da TRILOGIA INCA, hoje vamos falar de uma SANTA que muito expressou sobre amor incondicional e gerou muitas especulações sobre sua posição na vida de CRISTO e na história da humanidade: MARIA MADALENA.

a]20

MARIA MADALENA

Pode ser afirmado que nenhum personagem histórico sofreu tamanho peso de moralismos e definições machistas, oriundas de uma sociedade patriarcal, como MARIA MADALENA.

a]15

Tida como prostituta erroneamente, depois passou a representar o símbolo do feminino, na sua concepção negativa, em oposição à VIRGEM MARIA, concebida sem o Pecado Original.

a]25

Esta visão arcaica maculou profundamente o psiquismo da mulher, criando um impasse em sua sexualidade, originando toda uma trajetória de repressão e culpa, em milênios de preconceitos que forjaram acusações, malidicências, perseguições, violência de toda a espécie, em nome da Religião.

a]24

Sempre a história de MARIA MADALENA despertou curiosidade e a vontade mais pura de desvendar a realidade dos fatos, como que um verdadeiro resgate do inconsciente do Cristianismo, para eclodir os fragmentos de uma memória massacrada pelos primeiros Patriarcas da Igreja.

a]14

A noção de pecado trouxe a necessidade de ser exorcizado o sexo, como o grande vilão que macularia o Espírito. Sendo a mulher a fonte máxima do pecado, é natural que a visão da Igreja traduzida pelos Evangelhos, enxergasse em MARIA MADALENA o protótipo da sedução, eis que por ser uma pessoa apaixonada e se entregar de corpo  alma a tudo que fazia, ia de encontro com os padrões da época.

a]23

A devoção incondicional de MARIA MADALENA JESUS despertou o ciúme dos  Apóstolos, pois foi a primeira a ter a visão do MESTRE RESSUCITADO, eis que tinha a possibilidade de expandir a consciência. Isso a tornou a companheira inseparável de JESUS, de MARIA, sua mãe, e dos demais Discípulos, mesmo após SUA morte e ressureição.

a]17

O que é noticiado, é que os primeiros Padres da Igreja chegaram a um consenso de excluir das Sagradas Escrituras, o registro de uma vida, porque se tratava de uma mulher que tinha manifesta a sua sensualidade, juntamente com sua Espiritualidade  à flor da pele. Ignoravam que a aquela era a forma do feminino vivenciar toda a dimensão Espiritual: corpo e alma juntos.

a]31

Quando os 4 Evangelhos foram selecionados dentre centenas de outros também escritos, o que ocorreu em torno do ano 200 d.C., foi determinada a distinção entre os Evangelhos Oficiais e os Evangelhos Apócrifos, que eram os que não estavam em concordância com as diretrizes do Cristianismo que surgia.

a]36

Há que ser mencionado, também, um texto escrito em 150 d.C., que desde 1896 se encontra no Museu Nacional de Berlim, e foi encontrado em um Antiquário na cidade Egípcia de Achmin. Este texto foi escrito na língua coopta e grega, e relata fatos da vida de JESUS, contados por uma mulher chamada MARIA DE MÁGDALA. 

a]26

Estes escritos foram traduzidos como o Evangelho de MARIA MADALENA, que juntamente com os outros 4 Evangelhos da Igreja Católica, formam o acervo dos textos fundadores do Cristianismo.

a]32

O que se depreende de tudo isso é que o resgate de MARIA MADALENA, através de seus textos, demonstra que a mulher que foi escondida e negada por tanto tempo, seria o caminho mais humanizado e feminino da reconexão com o DIVINO.  Ou simplesmente talvez porque MARIA MADALENA teria sido uma mulher que desejou ardentemente, na plenitude de seus sentidos, o homem e a DEUS!

a]29a]30

A partir destes relatos, o caminho a ser seguido seria perguntar o que é o SANTO GRAAL? Onde se encontra esse Cálice que teria sido usado por JESUS na Última Ceia? Ou talvez a pergunta correta seria quem é o SANTO GRAAL?

a]22

A história indica que a mulher conhecida como a prostituta que JESUS salvou do apedrejamento, de nome MARIA MADALENA, não era na realidade nada do que foi sustentado intencionalmente nos textos bíblicos, mas sim de que ela era além de seguidora do MESTRE JESUS, sua companheira: esposa! Reza a “lenda” que ELES tiveram uma filha e que a linhagem sagrada de JESUS CRISTO  continua viva até hoje, em qualquer canto do mundo.

a]16

No quadro de Leonardo da Vinci, intitulado A Última Ceia, o homem sentado à direita ao lado de JESUS – pelas proporções do quadro – seria uma mulher:  MARIA MADALENA!

a]6

O curioso de tudo isso, é que Leonardo da Vinci, que nasceu 1500 anos depois de JESUS, foi Grão-Mestre do Priorado de Sião, uma sociedade secreta que existe desde 1099, e foi criada com a finalidade precípua de manter o segredo sobre o SANTO GRAAL e sua localização.

a]11a]2

Outra constatação de que MARIA MADALENA seria de fato o SANTO GRAAL  ocorre ao se analisar as várias escritas que o nome do cálice possui. O mais usado naquela época para designar o GRAAL era a palavra em latim Sagreal; que também pode ser escrita como Sang Real. Então se tem a descrição do sangue real, do sangue supremo, o Sangue de MARIA MADALENA, a mulher de JESUS CRISTO.

a]8

Outra pergunta que deve ser feita: Por que a Igreja guarda nos Arquivos Secretos do Vaticano o Evangelho de MARIA MADALENA?

Outro dado interessante para fundamentar essa premissa sobre SANTA MARIA MADALENA ser a companheira de JESUS CRISTO é que ÊLE, como todo o rabino judeu, era casado, obrigatoriamente, e certamente sua esposa seria MARIA MADALENA. Naquela época, somente a esposa tinha o direito de requisitar o corpo do marido morto, o que foi feito por ela, como narra as Escrituras.

a]19

Segundo os fatos, quando JESUS morreu MARIA MADALENA estaria grávida, e foi levada por seu tio José de Arimatéia para a Gália, atual França, onde ela ficou escondida entre amigos judeus, dando a luz à uma menina de nome Sarah.

a]34

Desta forma, MARIA MADALENA se torna mãe da linhagem real de JESUS CRISTO. Seu ventre foi o receptáculo desta linhagem, ou, em outras palavras, ela se tornou o SANTO GRAAL, “SAN REAL”; “SANGUE REAL”!

a]33a]35

Apesar de todas as perseguições sofridas, o SANTO GRAAL está protegido e a salvo, provavelmente em seu local de origem, a França, antiga Gália. Isso tudo é corroborado pelo fato da SANTA MARIA MADALENA ser a Santa mais adorada na França.

a]12a]3

O Símbolo da Rosa está ligado à figura de MARIA MADALENA: “A Rosa Rugosa de Cinco Pétalas”, que está sempre esculpida e encravada em todo o Templo antigo, e faz referência ao Pentagrama Divino.

a]7

Bem, amigos da TRIOGIA INCA, eu acredito veementmente no que acima foi escrito, e creio que SANTA MARIA MADALENA não é apenas uma personagem do passado, meio mítica, meio histórica. Neste milênio, sua figura está mais presente do que nunca, pois as mulheres em todo o mundo buscam uma representação do divino feminino para orientar sua sexualidade.

a]13a]1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s